21 de jan de 2012

Coordenação Pedagógica: um espaço possível




 O desafio que a escola enfrenta atualmente exige dos profissionais da educação, estou destacando , em especial, o trabalho do coordenador pedagógico, a competência técnica e política que o habilita a participar da construção da autonomia escolar. Isso faz com que na discussão do trabalho pedagógico abram-se amplas perspectivas que estimulam e asseguram a participação de todos: diretores, professores, pais, alunos e funcionários da escola. Trata-se de coordenar o processo de organização das pessoas no interior da escola, buscando a convergência dos interesses dos seus vários segmentos e a superação dos conflitos inerentes a cada um.
 O sistema de ensino vem proporcionando ao educador a possibilidade de gerir sua prática através da promoção de discussões para a construção do projeto político pedagógico da escola, onde a escola deve ser percebida como um espaço que lida com dois planos: o real e o ideal. Partindo desse pressuposto devemos entender que  o real vai   além de uma formação consistente, sendo  necessário considerar um investimento educativo contínuo e sistemático para que o professor, o orientador, o coordenador e outros profissionais   desenvolvam   e construam o ideal - individual e coletivo - com capacidades e habilidades múltiplas como exige a educação atual. 
O conteúdo e a metodologia para essas formações devem ser continuamente avaliados e revistos para que haja possibilidade de melhoria do ensino e, consequentemente, favorecendo a aprendizagem. Essa formação não pode ser tratada como um acúmulo de cursos e técnicas, mas da construção de um processo reflexivo e crítico sobre a prática educativa desenvolvida no ambiente escolar.
 A elaboração da proposta curricular deve ser contextualizada na discussão para a construção da identidade da escola através de um processo dinâmico de reflexão e elaboração contínua.  Fazendo-se necessário: vestir a camisa da instituição! Vestir porque acreditamos nela, em toda a sua  força motriz  e ideológica. Esse processo deve contar com a participação de toda a equipe pedagógica, buscando o comprometimento de todos com o trabalho realizado, com os propósitos discutidos e com a adequação às características sociais e culturais da realidade da escola, e é nessa dimensão que o coordenador pedagógico deve atuar e organizar no coletivo os objetivos, conteúdos, metodologia de trabalho e critérios de avaliação. A dimensão do trabalho  da coordenação pedagógica se realiza quando equaciona e assegura a instauração dos seguintes principios:

  •         Proporcionar que todos os membros envolvidos na ação educativa possam participar do processo de tomada de decisões. Pois, fica mais fácil perceber onde e quem precisa ser auxiliado
  • Trabalhar com situações reais, sem imposição. É necessário partir-se dos problemas encontrados e, através do estudo das causas, descobriremos que instrumentos podem ser utilizados com maior eficácia. Estabelecendo vínculo e parceria com os alunos vsando melhorias:tanto na sala de aula quanto fora dela. Mantendo contato constante com as classes e alunos em dificuldade, transmitindo-lhes orientações para melhor estudarem determinadas disciplinas;
  •    Ser cooperativa, quanto mais aglutinadora  maior a possibilidade de bons resultados. Sem esquecer que é  necessário  fundamentar-se num profundo respeito às diferenças individuais, o fato do atendimento individual possibilitar, sem dúvida, condições do professor também assim atuar em relação aos seus alunos;
  •  Proporcionar o “feedback” , retro alimentação do trabalho desenvolvido, podendo redirecionar  sua linha de atuação.
Acredito que o trabalho em equipe é fonte inesgotável de superação e valorização do profissional. Vale salientar, ainda, que o coordenador precisa estar sempre atento ao cenário que se apresenta à sua volta valorizando os profissionais da sua equipe e acompanhando os resultados, e essa caminhada nem sempre é feita com segurança, pois as diversas informações e responsabilidades, o medo e a insegurança também fazem parte dessa trajetória.Cabe ao coordenador refletir sobre sua própria prática para superar os obstáculos e aperfeiçoar o processo ensino-aprendizagem.
Judi Menezes

15 de jan de 2012




CONEXÃO
Olhe alguns segundos para esta carta que está ao lado do texto. Veja que beleza a idéia de conectarmos o nosso coração aos golfinhos, desde sempre símbolo de paz, bondade e cura.

Vou transcrever literalmente o que o autor escreveu sobre esta carta porque não seria capaz de criar nada mais perfeito!

“A experiência de relaxar o coração, durante a meditação, não é algo que possa ser apossado ou forçado. Ela vem naturalmente, à medida em que vamos ficando mais sintonizados com o ritmo do nosso próprio silêncio interior. A figura desta carta espelha a doçura e a delicadeza desta experiência. Os golfinhos que afloram do coração e perfazem um arco em direção ao terceiro olho refletem o espírito brincalhão e a inteligência que se manifestam quando somos capazes de estabelecer conexão com o coração, e de nos mover no mundo a partir daí.”

O conselho da carta é: ”permita-se ser mais gentil e mais receptivo neste momento, porque uma alegria indescritível espera por você logo ali, virando a esquina. Ninguém mais pode indicar-lhe onde ela está, e quando você a encontrar não terá palavras para descrevê-la aos outros. Mas ela está ali, profundamente dentro do seu coração, madura e pronta para ser descoberta.”

No entanto, se está com dificuldade de abrir o seu coração para o novo e para toda a magia que ele pode lhe proporcionar, sugiro que faça este exercício com imagens da mente durante 7 dias. Esteja sentado, pés apoiados no chão, mãos nas pernas, olhos fechados. Respire longamente algumas vezes até sentir que está calmo e pronto para levar sua atenção para a intenção deste exercício:

Contato e Harmonia.

Veja, sinta, perceba ou imagine-se entrando em contato com o seu coração. Sinta seus batimentos e imagine que ele é um golfinho que quer se comunicar com sua consciência. Ouça o que este golfinho tem para lhe dizer. Corrija o que ele pedir para ser corrigido ou aceite o que ele disser que você está fazendo certo.

Sentindo agora que este golfinho pulsa calmo e feliz porque você entrou em contato com ele, mantenha este contato para sempre, respire e abra os olhos.




Recebi via email o link http://somostodosum.ig.com.br/testes/tarotosho/ , resolvi clicar numa carta, eis a carta  que apareceu. 
Coincidência! Não sei! Sincronicidade, talvez!!??
A meditação é excelente! Tenho praticado no Yoga.
Vale a pena!

Paz e luz!
Judi Menezes